Tem como ganhar dinheiro na internet sem vender?

Tempo de leitura: 9 minutos

O mar azul de possibilidades na Internet…

Hoje em dia, mais do que nunca, as pessoas estão recorrendo à internet em busca de novas fontes de renda. Seja porque querem uma grana extra no final do mês ou mesmo porque estão insatisfeitas com sua carreira e buscam um novo rumo profissional.

Há também cada vez mais novas formas, técnicas e cursos que ensinam como fazer isso. Porém, o que noto é que muitas pessoas travam ou desistem já de cara, porque tem um temor muito forte: não querem, de jeito nenhum, trabalhar com vendas.

Mas será que tem como ganhar dinheiro na internet sem ter que ofertar produtos ou serviços? Vamos entender isso um pouco melhor… 

Tem como ganhar dinheiro na internet sem vender?

Muitas pessoas querem ganhar dinheiro na internet, mas acabam criando uma objeção muito forte que as impede de fazer isso: não querem, de jeito nenhum, trabalhar com vendas. E eu entendo perfeitamente porque eu mesma jamais me vi nesse papel de vendedora. Aliás, essa talvez seja uma das últimas profissões da minha lista (perdendo apenas para medicina devido ao meu pavor de agulhas).

A verdade é que existem argumentos legítimos para esse fato: muitas pessoas são tímidas ou mesmo tem pavor de ficar oferecendo produtos ou serviços para os outros porque sentem que estão incomodando.

Para você ter uma ideia, teve uma época em que eu saía para trabalhar com meu pai vendendo produtos em salões de beleza. E, acredite ou não, quando chegávamos aos salões, eu praticamente torcia para que não tivesse ninguém naquele momento só para não ter que passar vergonha de oferecer os produtos e levar um grande “Não, obrigado!” (que meu pai nunca leia este artigo!).

Mas, como eu descobri há um tempo atrás, precisamos ter uma mente aberta. As coisas não precisam ser executadas sempre da mesma forma ou do jeito que estamos acostumados a ver. Tudo ou quase tudo pode ser reinventado, revisto ou feito de outra maneira.

Imagine então o meu alívio e felicidade ao descobrir essa nova forma, uma forma que é completamente diferente e longe da venda tradicional, e que traz lucros ainda maiores! Uma forma que vai te deixar tranquilo para trabalhar e que não vai te expor a situações às quais você tem pavor! Não parece ótimo? E é! 🙂

A solução para você pode estar em realizar vendas através da internet. E antes que você feche a página e torça o nariz, fica aqui comigo mais um minuto e leia abaixo o que diferencia a venda pela internet da venda convencional:

  • Realizando vendas através da web, você não precisa ficar oferecendo nada de forma direta, não precisa ficar incomodando parentes e amigos, nem passando por situações nas quais se sente envergonhado por estar tentando vender alguma coisa. Seu público, no geral, já estará interessado no que você tem a oferecer, fato esse que já encurta bastante o caminho e o processo de venda;
  • Você não precisa mostrar seu rosto ou sequer vincular seu nome ao processo de vendas, se não desejar. Você pode até criar “personagens” para cada nicho em que resolver atuar;
  • Você pode trabalhar com diferentes produtos e serviços e inclusive selecionar os que tiver maior afinidade. Cuide apenas para que as pessoas tenham interesse no tipo de nicho que você escolheu. Afinal, você quer trabalhar com algo que gosta, mas não podemos ignorar o fato de que se não houver buscas mensais por seu nicho, não conseguiremos lucrar muito, certo?
  • Você não precisa ter estoque ou se preocupar com meios de pagamento se escolher trabalhar como afiliado de produtos físicos ou infoprodutos. Uma das grandes vantagens é não termos dor de cabeça com boletos, cartões de crédito e segurança dos meios de pagamento ou produtos que terminaram no estoque.

Mas afinal, Priscila, como funciona esse negócio de vender não vendendo? Calma, pessoa impaciente, já vou te contar! 🙂 O processo de venda através da internet pode ser feito de diversas formas. Abaixo vou comentar dois métodos.

Como ganhar dinheiro na internet através de Blogs

A “venda” através de blogs é realmente muito interessante. Se o processo for feito da forma correta, seu prospecto chega ao produto ou serviço já com tanta vontade de comprar, que você fica com a impressão (e seu prospecto também) de que nada foi de fato oferecido.

Para isso, além de toda a parte técnica e de configuração do seu blog, você vai precisar escrever artigos altamente persuasivos. Artigos de qualidade que mostrem ao seu leitor seu real desejo de ajudá-lo em uma dor que ele tenha.

Aliás, essa é uma das grandes dicas para quem quiser se dar bem no mundo virtual: pare de pensar em vendas, e comece a pensar em dores que você tem a resolver! E como você resolve esses problemas? Com conteúdo de qualidade e gratuito.

Pensa comigo… Por alto, quantos problemas você consegue levantar sem fazer nenhum tipo de pesquisa? Sobrepeso, acne, falta de dinheiro, procura por um parceiro, falta de propósito na profissão… a lista é grande, concorda comigo? Então, nosso trabalho é, para cada oportunidade (não vamos mais falar em problema), fazer uma pesquisa sobre o assunto e iniciarmos uma conversa com nosso leitor. Comentar sobre como nosso leitor se sente, o impacto que aquele tipo de dor causa em seu dia a dia, e, claro, como podemos ajudar a solucionar, pelo menos em parte, tudo isso.

Veja, você não precisa ser um expert em todas as áreas para escrever a respeito delas. Mas quanto mais empatia você tiver e vontade genuína de saber a respeito dos mais diversos assuntos, maior será a identificação com seu visitante.

A partir dessa premissa, a de se relacionar com as pessoas que visitam seu site, e de envolvê-las com conteúdo de qualidade e de real valor, você adquire confiança e até uma certa autoridade. Se formos levar isso para nossa realidade, podemos pensar no valor que damos à opinião de um médico ou mesmo de um professor de faculdade. Se o tivermos como alguém que sabe muito sobre o assunto, tendemos a aceitar o que essa pessoa diz com maior facilidade.

Você consegue ver onde quero chegar? Já consegue perceber que foi feito todo um trabalho pré-venda, que se preocupa em sanar dúvidas, apontar soluções e compartilhar conteúdo antes de sair gritando “Compre isso, compre aquilo!!!”? Se sim, ótimo! Sua mente já percebeu que tem algo de diferente nessa abordagem.

A partir desse momento, a venda ocorre quase automaticamente. 🙂

Observação: O tráfego desse tipo de abordagem é considerado orgânico, ou seja, você não paga por anúncios para que as pessoas cheguem até você.

Como ganhar dinheiro na internet através de Facebook Ads

A sistemática aqui é um pouco diferente, pois partimos de um anúncio pago que é feito na plataforma. Neste caso, precisamos pensar em uma chamada atrativa, com uma imagem que chame a atenção de nosso prospecto. A partir do momento em que ele entrar no Facebook, visualizar nosso anúncio e clicar nele, temos algumas opções:

1 – Podemos direcioná-lo para o nosso blog e aplicarmos exatamente a mesma técnica de envolvimento do leitor citada anteriormente;

2 – Podemos direcioná-lo para uma squeeze page, na qual o usuário tenha apenas duas opções: deixar seu e-mail e receber mais conteúdo ou deixar a página. Isso mesmo, o fato de não oferecermos diversas escolhas ao usuário é proposital e faz com que a pessoa tenha que decidir entre apenas dois caminhos.

Ao deixar seu e-mail nesta página, o prospecto entra para a nossa lista e primeiramente recebe o que foi prometido na squeeze page. Pode ser um vídeo, um e-book, uma dica exclusiva sobre o nicho escolhido. De posse do e-mail da pessoa, agora podemos estreitar o relacionamento a partir de uma sequência de e-mails, com conteúdo e sugestões de produtos e/ou serviços.

Um ponto interessante a ser comentado aqui é que muitos produtores (que são as pessoas que produzem os serviços e/ou produtos que promovemos quando atuamos como afiliados) facilitam muito a nossa vida já planejando a sequencia de e-mails a ser enviada para a lista. Assim, você não precisa ser nenhum expert em vendas ou persuasão para direcionar seu futuro cliente para a compra do produto que você estiver promovendo. Caso o produto seja de sua autoria, você precisará se preocupar com essa parte também. Mas não se preocupe, hoje em dia há muita informação a respeito disso ou até mesmo pessoas que podem fazer isso pra você.

Observação: o tráfego desse tipo de abordagem é pago, ou seja, precisamos despender um valor para cobrir os gastos com os anúncios.

Em suma, espero que você tenha entendido o quanto podemos usufruir dessa maravilhosa ferramenta chamada Internet para termos um negócio no qual não precisemos sofrer para efetuar vendas. E mais do que isso, desejo que você tenha captado a mensagem de que, se pensarmos com sinceridade em ajudar as pessoas a resolverem seus problemas, anseios ou mesmo a realizarem seu sonhos, o processo de “venda” (coloquei entre aspas porque a palavra já me parece um tanto pobre para todo esse contexto) se torna natural.

Se você está começando a abrir sua cabeça e a vislumbrar esse mundo novo de mil possibilidades e oportunidades, continue acompanhando as novidades do blog, pois estamos apenas começando! 😉

Até o próximo post.

Priscila

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *